Celebridades

Após sugerir metralhar deputada federal, Ratinho pode ser investigado

Foto: Reprodução

Ratinho se meteu em uma verdadeira polêmica. O apresentador do SBT pode ser investigado após ter atacado a deputada federal Natália Bonavides (PT-RN), durante seu programa “Turma do Ratinho”, da rádio Massa FM. A Procuradoria Regional Eleitoral em Brasília recebeu uma representação do grupo interno sugerindo a abertura de investigação sobre Ratinho.

Na quarta-feira (15), Ratinho comentou ao vivo sobre o projeto de lei apresentado pela petista para acabar com a referência de gênero dos casais nas declarações de casamento, e mandou a deputada “lavar roupa”, “lavar louça” e sugeriu “pegar uma metralhadora” contra ela.

As procuradoras Raquel Branquinho e Nathália Mariel Ferreira de Souza, coordenadoras do Grupo de Trabalho para Prevenção e Combate à Violência Política de Gênero do MP Eleitoral, apontaram traços de violência psicológica.

Segundo a reapresentação, Ratinho pode ser enquadrado pelo crime previsto no artigo 326-B do Código Eleitoral, tal qual proíbe “assediar, constranger, humilhar, perseguir ou ameaçar, por qualquer meio, candidata a cargo eletivo ou detentora de mandato eletivo”.

Após ver a polêmica, o comunicador disse que iria ficar isento de comentar sobre assuntos de cunho político: “Vou evitar de fazer comentário porque qualquer comentário eles mudam aqui o seu pensamento. A imprensa, a mídia social, muda o que você está falando. Você não tá falando com aquela intenção, mas…Às vezes, você tá falando um negócio até de brincadeira e vão lá e mudam conforme o interesse deles. O da direita radical e o da esquerda radical também. Então tá muito chato isso e eu vou sair hoje dessa chatice”, declarou ele.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

To Top