Celebridades

VÍDEO | Arthur Benozzati é alvo de ataques após declarar torcida para Juliette

Foto: Reprodução

Arthur Benozzati foi criticado nas redes sociais após declarar torcida para Juliette Freire, participante do BBB21. Os internautas cobraram que o influenciador precisava torcer por Gilberto Nogueira. O médico gravou uma sequência de vídeos em suas redes sociais para dizer que ataques são comuns. “Eu tô muito em paz. Coisa que eu gosto de fazer sempre é manter minha consciência limpa”, disse ele.

“Ataques são comuns e fazem parte da nossa vida e da nossa história. Imagina eu, né? Uma criança gay e que sofria ataques desde criancinha. A minha participante é a Juliette que eu escolhi, foi desde o início e vai ser até o fim”, afirmou.

“É inadmissível e até mesmo irresponsável você misturar a causa de uma classe gay a qual eu pertenço e tenho orgulho ao Big Brother Brasil. Eu tenho plena convicção que as pessoas que me seguem, não me seguem apenas por eu ser gay. Ser gay é apenas um detalhe! Eu sou muito mais que a minha orientação sexual”, concluiu.

Alguns internautas queriam que o influenciador estivesse torcendo para o Gilberto pela orientação sexual de ambos. “Mico. Constrangedor. Um gay que sofre homofobia nas redes, é motivo de chacota, levou tempo pra se assumir como gay afeminado, e tem a coragem de pedir pro Gil sair? Como ousa? Tenha decência. Pense nos seus. Gil é um homem íntegro, lutou pra ser algo na vida. Se libertou das crenças religiosas pra ser um gay afeminado. Um gay igual ao Gil deveria tá sempre em primeiro lugar pra você”, escreveu um seguidor.

“Comunidade gay sempre vai querer não ter outro gay de destaque. Só que o Gil é maior que você!”, afirmou outro internauta. Arthur Benozzati respondeu que Gil sempre esteve em seu pódio.

“Eu sigo o Gil desde que iniciou o programa. Ele está no meu pódio desde sempre (Juliette, Gil e Sarah), depois o pódio foi alterado para Juliette, Camilla e Gil! E mesmo os administradores do Gil nunca se dando o trabalho de me seguir de volta, nunca deixei de ter carinho por ele! E eu gosto dele não por ser gay, pois isso nunca foi critério para amar alguém, e sim pelo caráter, pela alegria, pelas indignações e pelo humor”, respondeu o médico.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

To Top